África do Sul: Safari


Nossa primeira parada, na viagem para a África do Sul, foi no Kruger National Park, mais precisamente, na reserva privada do hotel Kapama River Lodge.

Esta foi a parte mais cara e também a mais difícil de escolher, de toda a viagem. Existem muitas opções de Safari, para todos os gostos e bolsos. Há opções de hospedagem em hotéis com diárias que chegam a US$ 2.000,00, mas que incluem tudo (passeios, refeições traslados, etc.) até hotéis bem mais simples, com diárias a partir de US$ 30,00 e fazer os safaris por conta própria. Aqui no blog, vou contar apenas a minha experiência, mas existem diversos sites e blogs que explicam detalhadamente todas as opções. No post, onde mostro meu roteiro, coloco alguns dos sites onde busquei as informações para montar minha viagem e que certament ajudaram a complementar as informações contidas no meu post. 

Depois de muito pesquisar, cheguei a duas conclusões: 
1. Queria fazer meu Safari na região do Kruger National Park
2. Queria ficar em um hotel de luxo, all inclusive.

Com isso decidido, foi hora de buscar o melhor hotel possível, dentro do valor que eu aceitaria pagar (porque US$ 2.000,00 era inviável, rsrsrsrs). Foi assim que eu escolhi o Kapama River Lodge, que preenchia todos os meus requisitos e que estava com uma diária alta, mas aceitável, por tudo que oferecia. 

Hotel

A diária custou US$ 485,00 por noite e incluía:
  • Traslado Aeroporto - Hotel - Aeroporto
  • Todas as refeições (Lanche, Café da Manhã, Almoço, Chá da Tarde e Jantar)
  • 2 safaris por dia
Há outros bons hotéis com diárias mais baratas, mas a maioria não é all inclusive. Mas cuidado, pois isso pode ser uma armadilha. Você estará "preso" ao hotel, no meio da selva, muitas vezes, sem outras opções de refeição e passeios além dos oferecidos no hotel que se hospedar. Dessa forma, o barato pode sair caro. Pesquise bastante e leia a opinião de outros hóspedes para avaliar sua escolha. Sites como Booking e Tripadvisor oferecem uma boa quantidade de avaliações de quase todos os hotéis.

O Kapama River Lodge é o maior dos quatro hotéis no Kapama Natural Reserve, sendo o maior lodge de luxo do Kruger National Park. Além dos safaris, que tem o objetivo de tentar rastrear os famosos "Big Five" - os Cinco Grandes Animais africanos: leopardo, leão, búfalo, elefante e rinoceronte, o lodge ainda oferece outros passeios avulsos e um Spa. Não usei o Spa, nem fiz passeios que não estavam incluídos na diária, por isso não sei dizer se valem a pena. Mas o hotel é lindo, a comida é boa. Acho que fiz uma excelente escolha e recomendo.

Quarto

Lounge

Piscina

Restaurante usado no jantar

Mapa da Reserva com as diversas opções de hotel
Adjacente ao Kapama está o aeroporto de Hoedspruit que recebe voos regulares vindos de Joanesburgo e Cidade do Cabo. Uma dica é já comprar a passagem de Joanesburgo (ou Cidade do Cabo) junto com a passagem Brasil (ou outro país) - África, caso esteja usando a South African Airways, é claro. Se deixar para comprar as passagens avulsas, elas sairão muito mais caras. Quando comprei a minha passagem, o preço de SP - Joanesburgo - SP ficava quase o mesmo preço do trecho SP - Joanesburgo - Hoedspruit - Porto Elizabeth - (o trecho Porto Elizabeth até Cidade do Cabo eu fiz de cabo pela Rota Jardim) - Cidade do Cabo - SP. No próprio site da cia aérea você consegue pesquisar múltiplas cidades - faça o teste.

Reserva Natural

No Kapama Private Game Reserve, além dos Big Five, há mais de 40 espécies de mamíferos diferentes e cerca de 350 espécies de aves que podem ser vistos em seu ambiente natural. Os animais não são alimentados, eles realmente estão ali em seu estado natural e tem que caçar para ter comida. E é isso que faz este passeio tão interessante.

BIG FIVE
Rinoceronte
Elefante
Búfalo
Leopardo
Leão
Os safaris são feitos das 6h às 9h da manhã e das 16h às 19h, então prepare-se para acordar cedo. O hotel tem um serviço de despertador que liga para o quarto às 5h da manhã. A partir desse horário até a saída do Safari, o restaurante oferece um lanche para que os hóspedes aguentem até as 9h, quando é servido um café da manhã dos deuses. Antes do Safari da tarde, a partir das 15h, também há um chá da tarde com o mesmo objetivo. Além disso, nos dois passeios, há uma parada para tomar um café ou chocolate (manhã) e drinques (ao anoitecer). O por do sol na savana é lindo.


Apesar de ser difícil acordar cedo, em plenas férias, vale a pena ir ao Safari diurno, pois este é o momento em que muitos animais noturnos ainda estão ativos, desde o dia anterior. Para mim foram os melhores, pois vimos um número maior de animais. O passeio da tarde fica até uma hora depois do anoitecer, para pegar os animais de hábitos noturnos. Nesta hora vimos uma alcateia de leoas devorando um búfalo, que elas tinham acabado de matar. Apesar disso, achei o passeio da manhã mais produtivo em termos de quantidade de animais. 

Vimos quase todos os animais do Big Five, em praticamente todos os 4 passeios que participamos (2 diúrnos e 2 vespertinos). O único animal que não vimos foi o Leopardo, que aparentemente é o mais arisco e mais difícil de se encontrar.

OUTROS ANIMAIS:



Mesmo que o objetivo principal seja rastrear os Big 5, há vários outros animais lindos que podem ser apreciados nesse passeio, como: a Girafa, a Zebra, as Impalas, o Hipopótamo, etc. Eu achava que o Big 5 era composto pelos animais mais famosos, mas lá descobri que entram nessa categoria apenas os maiores e mais perigosos. Por isso, a Zebra e a Girafa, que são lindas, ficam de fora.

Zebra

Hipopótamo
Lobo
Javali
Antílope
Girafa
Waterbuck

Nossa Experiência

Meu vôo pousou no aeroporto de Hoedspruit por volta das 13h. O hotel enviou um carro (o mesmo que faz os safaris) para nos buscar e chegamos ao hotel às 14h. O trajeto entre hotel e aeroporto foi de uns 20 minutos, bem perto. Sendo que o portão da reserva é bem em frente à saída do aeroporto e o trajeto até o hotel é feito todo dentro da reserva. Já nesse caminho é possível ver alguns animais.

Como o safari da tarde começa às 16h, tivemos tempo suficiente para descansar, trocar de roupa e ainda pegar o passeio. O mesmo aconteceu no dia de ir embora. Nosso voo saía do aeroporto às 12h, mas como o safari da manhã vai das 6h às 9h, conseguimos ir ao passeio e ainda sobrou tempo para voltar, tomar café e nos arrumarmos para pegar o voo. No total, ficamos no Kapama por três dias e duas noites e fizemos 4 safaris.

Os passeios são feitos em carros abertos que comportam até dez pessoas, além do Ranger (motorista) e o Tracker (responsável por rastrear os animais) que senta numa cadeirinha bem em frente do carro. 

Em todos os passeios, fomos com três casais no carro, o que foi ótimo, pois cada casal ocupou um nível de acento e assim tivemos liberdade total para apreciar e tirar fotos dos dois lados do veículo. Os acentos têm níveis diferentes de altura, o que deixa a visão bem livre para todos os ocupantes.



Vimos muitos animais em todos os safaris. A reserva do hotel é a maior reserva privada do Kruger Park, então os passeios foram muito produtivos. O único animal que não vimos, como comentei foi o Leopardo. O Ranger nos explicou que esse é o único animal que não fica em apenas uma reserva, pois ele pula a cerca entre uma reserva e outra e some.

Savana
Os mais amados foram os elefantes. Já havia visto elefantes na Tailândia, mas os elefantes africanos são maiores e mais bonitos. Além disso, esses são selvagens, os da Tailândia estavam em um campo de animais resgatados e não em seu ambiente natural.

Foi muito legal dar de cara com uma manada deles indo em direção ao rio. Lindos e cheios de filhotes fofos.

Olha que fofucho esse micro filhote de elefante - tinha apenas alguns meses.

Outra experiência legal foi encontrar uma alcateia de leoas devorando um búfalo que elas tinham acabado de matar (sabia que na maioria das vezes são as leoas que caçam? O leão tem a maior vida boa). Parece cruel, mas é a vida selvagem.





Para saber mais sobre minha viagem à África do Sul, clique nos links abaixo:

1. África do Sul: Roteiro

2. África do Sul : Porto Elizabeth


3. África do Sul - Rota Jardim


4. África do Sul - Stellenbosch

5. África do Sul - Cidade do Cabo
SHARE:

Nenhum comentário

Postar um comentário

Blogger Template Created by pipdig