África do Sul - Stellenbosch


Chegamos à Stellenbosch, por volta das 18h30m, depois de um longo dia na estrada, e resolvemos jantar no Flavours, restaurante do hotel Devon Valley, onde ficamos hospedados. Achei o restaurante muito bom. Além do café da manhã ser maravilhoso, as opções de jantar também são ótimas. Eu comi um peixe do dia com molho de limão siciliano, acompanhado de noz pecã e legumes na manteiga e meu marido comeu carneiro ao molho de vinho com cuzcuz marroquino. O menu deles é alterado a cada mês, mas você pode consultá-lo no site do restaurante (Menu)


No dia seguinte, ficamos de bobeira no hotel, pois estávamos mortos de tanto viajar pela Rota Jardim. O Devon Valley Hotel é muito bonito e aconchegante. Ficamos hospedados no quarto petit, pois reservamos de última hora, mas ele me surpreendeu positivamente. Por causa do nome, achei que ia ser um cubículo, mas é um bom quarto com a diferença de que não possui uma varanda, que dá para a área externa, como os outros. 


Passamos a manhã lendo, na beirada da piscina e próximos as vinhas, só apreciando a vista e descansando. A região é muito bonita e oferece muitas opções de vinícolas, que estão muito bem preparadas para receber o turista. Lugares lindos, onde você pode fazer degustações de vinhos e jantar em bons restaurantes. Lembro da minha frustração ao visitar a região de vinhos do Vale do Loire, na França, e constatar que as degustações eram feitas apenas nas caves, que nada mais são que pequenas lojinhas de vinhos. Em Stellenbosch, a degustação, na maioria das vezes, é feita próximo às vinhas, com vistas lindas e ótimos restaurantes. 


Vale a pena investir um pouco mais e ficar em um hotel melhor. Se quiser, deixe para economizar no hotel de Cape Town, pois você tem muito o que fazer na rua e vai acabar usando pouco da acomodação. Stellenbosch é um lugar de contemplação, em que você acaba usando muito da estrutura do hotel. Achei o custo-benefício do Devon Valley Hotel muito bom. Ele é lindo, charmoso, aconchegante, tem um restaurante ótimo, bar e piscina.


 Ao visitar a região, você deve tomar vários cuidados. O primeiro deles é descobrir em qual época do ano e em qual dia da semana você chegará à região. Apesar das várias opções, muitos estabelecimentos são pequenos e comportam apenas alguns visitantes por vez, principalmente se você pretende, além de visitar, jantar ou almoçar no restaurante da vinícola. Os mais bem avaliados lotam rapidamente, principalmente em finais de semana e feriados. Muitos não abem aos domingos e segundas, então é bom ficar atento para não perder nenhuma oportunidade. 

Outro detalhe, é verificar quais vinícolas você gostaria de visitar com antecedência. Isso porque a região é enorme. Além de Stellenbosh, muitas vinícolas ficam em Franschhoek, há 35Km de distância. Depois de escolher bem a vinícola, escolha um hotel que seja relativamente perto. Há muitas ofertas na região, porém fique atento ao mapa, pois os mais baratos são também os que ficam a uma distância maior dos pontos de interesse.


Cheguei a Stellenbosch em um sábado, do final de semana anterior à semana santa. Então vocês podem imaginar o que aconteceu. No domingo, tentamos quase todos os restaurantes bem indicados e para nosso desespero estavam todos ou fechados ou lotados. Por fim, o hotel nos indicou um restaurante e reservou uma mesa para nós.

Antes de irmos para o restaurante, em que tínhamos reserva, (frustradíssimos porque não era nenhum dos top 5 da região) resolvemos passar por algumas vinícolas pelo caminho para passear. Nesse caminho passamos pelo restaurante Clos Malverne, cotado pelo Tripadvisor como o número 1. O Gustavo queria tanto ir nesse restaurante, e estava tão chateado de não ter conseguido, que falei para pararmos e perguntarmos mais uma vez pessoalmente, pois já havíamos tentado por telefone e não havíamos conseguido. Eu disse para o meu marido:  "Não é possível que todo mundo que fez reserva vai aparecer, deve ter pelo menos uma desistência". Quando entramos no local a hostes nos informou que não havia mais lugares, como já sabíamos. Mas de repente, ela olhou para um cantinho do salão e viu que um casal, que chegou mais cedo, já estava pagando a conta e aí nos pediu para aguardar e nos colocou na mesa. Pense na alegria. 

Durante o almoço, entendemos um pouco o porque de reservas limitadas. O Clos Malverne serve um almoço com 4 pratos, armonizados com 4 taças de vinho, além de um espumante que é servido na entrada. A cada prato (entrada, 1ºprato, 2ºprato e sobremesa) você tem três opções a sua escolha com uma taça de vinho para harmonizar. Além de ser comida e bebida para uma tarde inteira, o restaurante abre apenas das 12h às 17h, o que restringe a capacidade.


Almoçar no Clos Malverne foi uma experiência maravilhosa. A vista é linda e a comida ótima. Adorei os vinhos também. Depois do almoço até compramos alguns para trazer para o Brasil. O Sauvingnon Blanc deles foi o meu preferido.


Não precisa nem dizer que passamos o resto da tarde de pernas pro ar no hotel. Na manhã seguinte, tomamos nosso café da manhã com calma, curtimos mais as paisagens de Stellenbosh e partimos para a Cidade do Cabo, que seria nosso destino final da viagem. No caminho ainda demos uma passada na cidade de Stellenbosch, propriamente dita. Vale uma visita rápida. Não há muito o que se fazer por lá, mas a cidade é muito bonitinha, principalmente a parte próxima ao campus da universidade.



Para saber mais sobre minha viagem à África do Sul, clique nos links abaixo:

SHARE:

Nenhum comentário

Postar um comentário

Blogger Template Created by pipdig